Em busca da visibilidade: apropriações e produções de audiovisuais pelo MST * Searching for visibility: appropriations and audiovisual producions by MST

FERNANDO PERLI

Resumo


A formação do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) marcou-se pelo envolvimento de entidades civis e religiosas na produção de diversos meios de comunicação. Dentre a variedade, os audiovisuais tornaram-se instrumentos cada vez mais recorrentes para a capacitação de quadros e a visibilidade social do MST. Na década de 1990, as coberturas dadas pela mídia e a ampliação dos mecanismos de divulgação do movimento social contribuíram para o desenvolvimento de projetos que incentivaram a produção de vídeos-documentários pelos sem-terra. O presente artigo suscita a análise das apropriações e produções de audiovisuais na organização do MST, considerando o sentido político do reconhecimento de audiovisuais para a divulgação do movimento social e o debate sobre o lugar ocupado por diferentes mecanismos de difusão de representações na luta pela reforma agrária.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18223/hiscult.v2i2.987


 

Licença Creative Commons A Revista História e Cultura, ISSN: 2238-6270, Franca, SP, Brasil, está licenciada sob uma Licença Creative Commons