ACORDOS SOBRE A SENTENÇA E A AMPLIAÇÃO DA JUSTIÇA PENAL DE CONSENSO EM PORTUGAL

Autores

  • Vinícius Wildner Zambiasi Universidade de Coimbra

DOI:

https://doi.org/10.22171/rej.v20i31.2032

Resumo

O presente artigo tem por objetivo estudar o instituto denominado “acordos sobre a sentença”, proposta elaborada por Figueiredo Dias, destinada a apresentar novo mecanismo de consensualização ao processo penal português, com o propósito de maximizar a celeridade e eficiência processual através da maior participação dos sujeitos processuais e da valorização da confissão do arguido, inclusive quanto aos crimes mais graves, consequentemente auxiliando na busca por soluções ao enfrentamento da crise na Justiça Penal de Portugal. Ainda, será analisada a decisão emitida pelo STJ, a fim de verificar por quais motivos tal prática não foi aceita no cotidiano forense português.

Biografia do Autor

Vinícius Wildner Zambiasi, Universidade de Coimbra

Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade de Passo Fundo (UPF).

Especialista em Direito Público pela Fundação Escola Superior do Ministério Público (FMP).

Mestrando em Ciências Jurídico-Criminais pela Universidade de Coimbra.

Downloads

Publicado

2017-06-13

Como Citar

Wildner Zambiasi, V. (2017). ACORDOS SOBRE A SENTENÇA E A AMPLIAÇÃO DA JUSTIÇA PENAL DE CONSENSO EM PORTUGAL. Revista De Estudos Jurídicos Da UNESP, 20(31). https://doi.org/10.22171/rej.v20i31.2032

Edição

Seção

LINHA I Cidadania Civil e Política e Sistemas Normativos