A difusão do Priscilianismo pela Gallaecia: o testemunho de Idácio de Chaves * The diffusion of Priscillianism for through Gallaecia: the testimony of Hydatius of Chaves

DANILO MEDEIROS GAZZOTTI

Resumo


O presente artigo tem o intuito de realizar uma análise da crônica do bispo Idácio de Chaves. Esse episcopal era um fiel seguidor do Concílio de Niceia e, por isso, era totalmente contra as interpretações cristãs que diferiam da oficial, o cristianismo ortodoxo. Na região de seu episcopado, Idácio teve que lidar com uma interpretação cristã chamada de priscilianismo, a qual teve muita aceitação pela população. Apesar de não ser adotada em larga escala por um povo bárbaro, como o arianismo, a mesma acabou se difundido de tal modo na região da Gallaecia que viria a ser um dos motivos por qual Idácio de Chaves acreditava que a unificação religiosa do Império Romano na região estava ameaçada. Temos a intenção de discorrer nesse artigo sobre a difusão do priscilianismo nessa região durante finais do século IV d.C. até meados do século V d.C. e de interpretar o que foi essa heresia para Idácio de Chaves.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18223/hiscult.v1i1.465

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


 

Licença Creative Commons A Revista História e Cultura, ISSN: 2238-6270, Franca, SP, Brasil, está licenciada sob uma Licença Creative Commons