ABRINDO AS FRESTAS:

ILUSTRAÇÕES SOBRE PROSTITUIÇÃO NO PERIODISMO DO RIO DE JANEIRO (1910-1935)

Autores

  • Wellington do Rosário de Oliveira Universidade Federal do Paraná - UFPR

DOI:

https://doi.org/10.18223/hiscult.v11i1.3604

Resumo

Nas últimas décadas, o cotidiano dos excluídos vem virando a história de cabeça para baixo junto aos estudos de gênero, ambos constituindo um espaço privilegiado para a formação de novas problemáticas. Assim, a principal hipótese aventada pelo presente estudo visa trabalhar com 24 ilustrações sobre prostituição feminina, publicadas por impressos cariocas, tais como A Batalha, O Malho, Vida Policial, dentre outros. O trabalho tem por finalidade dialogar com a historiografia sobre o tema e compreender o contexto em que essas imagens foram publicadas, ora cômico, ora trágico, abordando assuntos como a prostituição de rótula, os rendez-vous e o tráfico de escravas brancas. Tendo como recorte espacial o município do Rio de Janeiro, a documentação reunida foi publicada entre os anos de 1910 e 1935, momento de constante manifestação da imprensa em relação à manutenção da ordem.

Biografia do Autor

Wellington do Rosário de Oliveira, Universidade Federal do Paraná - UFPR

Mestre em História pela UFPR (Universidade Federal do Paraná). Desenvolve pesquisas nas áreas de história do crime, imprensa, violência e gênero. E-mail: hwellingtok@gmail.com.

Downloads

Publicado

2022-08-03