A CONCEPÇÃO MÍSTICA DE IMAGEM EM FRANCISCO DE HOLANDA * THE MYSTICAL CONCEPTION OF IMAGE IN FRANCISCO DE HOLANDA

Thainan Noronha de Andrade

Resumo


Francisco de Holanda (1517-1584), artista e teórico de arte português, se destaca como uma figura de grande relevância na cultura do século XVI, tendo sido o primeiro tratadista europeu a elaborar uma sistematização da operação artística de fundamentação neoplatônica, influência que se estende por sua produção plástica. O seguinte artigo tem o propósito de discutir, dentre os diversos aspectos da obra holandiana, a concepção de imagem expressa em seus escritos e sua produção pictórica, identificando algumas de suas fontes conceituais. Tal iniciativa visa contribuir, em sentido amplo, para o estudo das relações entre a filosofia, religião e a arte; e em sentido estrito, para a compreensão da obra de Francisco de Holanda e da cultura artística do século XVI.

*

Francisco de Holanda (1517-1584), Portuguese artist and art theoretician, stands out as an important figure in the 16th century culture, being the first European writer to elaborate a Neoplatonic based systematization of the artistic operation, influence that spreads to his plastic production. The following paper aims to discuss, among several aspects of the holandian work, the conception of image expressed in his writings and his pictorial production, identifying some of his theoretical sources. Such initiative aims to contribute, in a broad sense, to the study of the relations among philosophy, religion and art; and, in a strict sense, to the comprehension of Francisco de Holanda’s work and the artistic culture of the 16th century.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18223/hiscult.v8i2.2667

 

Licença Creative Commons A Revista História e Cultura, ISSN: 2238-6270, Franca, SP, Brasil, está licenciada sob uma Licença Creative Commons