O tema da morte trágica de Liev Tolstói e seu impacto em Max Weber e György Lukács: sobre a autonomia nas ciências e na arte * Leo Tolstoy´s tragic death and his impacts on Max Weber and György Lukács: on autonomy of arts and science

LUIS FELIPE DE SALLES ROSELINO

Resumo


O tema da morte trágica, presente nos escritos de Liev Tolstói, auxiliou tanto a Max Weber como a György Lukács a caracterizarem o pathos moderno de pressentimento da morte como uma contemplação do vazio. Weber e Lukács encontraram, através das leituras de Tolstói, uma interessante maneira de questionar a autonomia da arte e da ciência moderna, considerando pela esfera estética, como se mostra sem sentido a recente realidade imanente. Ambos assumiram o tema central das obras de Tolstói segundo uma mesma imagem, derivada do contraste entre o mundo antigo e o moderno. Max Weber adequou esse tema a sua teoria do desencantamento do mundo e Lukács, de modo muito semelhante, seguindo seu conceito do paradoxo da necessidade religiosa.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18223/hiscult.v3i1.1191

 

Licença Creative Commons A Revista História e Cultura, ISSN: 2238-6270, Franca, SP, Brasil, está licenciada sob uma Licença Creative Commons