A defesa do liberalismo nas páginas do jornal O Estado de S. Paulo durante a campanha "O petróleo é nosso" (1946-1953) * The defense of liberalism in O Estado de S. Paulo’s pages during the campaign "The oil is ours" (1946-1953)

CELSO CARVALHO JUNIOR

Resumo


 Este trabalho tem por objetivo acompanhar a participação do jornal O Estado de S. Paulo nos debates travados em torno da criação da Petrobras. Órgão de tendência liberal, defendeu em suas páginas a presença do capital estrangeiro na economia brasileira opondo-se aos nacionalistas da campanha “O petróleo é nosso”, que defendiam a exploração de petróleo por meio do monopólio estatal. A imprensa teve um papel importante na questão do petróleo e aqui é entendida como um agente histórico que intervém nos acontecimentos, forma opiniões, conquista adeptos para suas causas e difunde projetos políticos e visões de mundo. Com o periódico paulista não foi diferente. A leitura de suas páginas, entre os anos de 1946 e 1953, revelou as estratégias e argumentos mobilizados pelo jornal para convencer o leitor a apoiar abertura do setor petrolífero à iniciativa privada.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18223/hiscult.v3i2.1145

 

Licença Creative Commons A Revista História e Cultura, ISSN: 2238-6270, Franca, SP, Brasil, está licenciada sob uma Licença Creative Commons