Olímpia de Épiro: uma leitura dos Comportamentos Barbarescos da Rainha Macedônica na obra Vidas paralelas de Plutarco * Olympia of Epirus: reading the Aarbarian Acting of the Macedonian Queen in the work Parallel lives of Plutarch

DOMINIQUE VIEIRA COELHO DOS SANTOS, ANA LETÍCIA CONTADOR

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar o papel que Olímpia de Épiro – mãe de Alexandre, o Grande – desempenha na narrativa plutarqueana dentro da obra Vidas Paralelas. Tal empreendimento pode nos auxiliar a compreender, por exemplo, como Plutarco aborda a dicotomia grego/bárbaro, pois quando descreve a rainha macedônica ele a caracteriza como detentora de uma natureza rude e comportamentos religiosos desviantes, sendo tão barbaresca quanto às mulheres Edômas e Trácias.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18223/hiscult.v2i3.1102


 

Licença Creative Commons A Revista História e Cultura, ISSN: 2238-6270, Franca, SP, Brasil, está licenciada sob uma Licença Creative Commons