Ascensão e queda da União de Kalmar * Rise and fall of the Kalmar Union

ANDRÉ NASSIM DE SABOYA

Resumo


Em 1397, foi formalizada, na cidade de Kalmar, na Suécia, a união das coroas da Dinamarca, Suécia e Noruega, sob um mesmo rei dinamarquês, que durou, intermitentemente, até 1523. O propósito desse artigo é indicar por que essa união escandinava começou e por que ela se desfez, em definitivo, 126 anos depois. A hipótese é que a disputa pelo controle do mar báltico foi preponderante para a formação de uma união forte contra a Liga Hanseática, que se apresentava como uma ameaça aos interesses comerciais dos escandinavos, e a dissolução teria ocorrido, principalmente, por causa de disputas de poder endógenas, entre a nobreza da Suécia e o monarca da Dinamarca. Argumenta-se que os custos da união, principalmente os custos de guerras, tornaram-se muito altos para a insatisfeita aristocracia sueca em contraposição aos benefícios de uma união forte para controlar o Mar Báltico.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18223/hiscult.v3i1.1041

 

Licença Creative Commons A Revista História e Cultura, ISSN: 2238-6270, Franca, SP, Brasil, está licenciada sob uma Licença Creative Commons