Debates sobre o tecnobrega e indústria cultural em tempos de pós-fordismo * Debates on tecnobrega: culture industry in times of post-fordism

RAQUEL SANT'ANA

Resumo


As últimas décadas do século XX foram marcadas por uma profunda reestruturação produtiva que afetou também a chamada “indústria cultural”. No campo da música, a alegação de que haveria uma crise causada pela circulação de cópias ilegais marcou a reorganização do setor. Neste artigo, analiso o debate em torno do tecnobrega, circuito de música popular que foi transformado em modelo para a indústria fonográfica nacional. Essa construção discursiva contou com participação de imprensa, programas televisivos e análises acadêmicas, que construíram, aos poucos, uma imagem de que o gênero seria a superação da dicotomia centro versus periferia. Esse caso permite pensar algumas das novas configurações da indústria cultural no mundo pós-fordista.


Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18223/hiscult.v2i2.1009


 

Licença Creative Commons A Revista História e Cultura, ISSN: 2238-6270, Franca, SP, Brasil, está licenciada sob uma Licença Creative Commons