O CURRÍCULO, O DOCENTE E A DIMENSÃO ATITUDINAL: UMA CONSTRUÇÃO DE VALORES

Tássia Colombo Bersagui, Hildegard Susana Jung, Louise de Quadros da Silva

Resumo


O tema do presente artigo orbita em torno do currículo e da ação do professor na construção de valores na Educação Básica. Para tanto, o objetivo consiste em discutir sobre a importância dos conteúdos atitudinais no currículo e a afetividade para o desenvolvimento dos educandos e o processo de ensino-aprendizagem. A metodologia, de cunho qualitativo, buscou suas fontes em uma revisão de literatura acerca da temática. Os resultados encontrados apontam para: a) o trabalho pedagógico deve contemplar todas as dimensões do currículo; b) é importante vivenciar os valores atitudinais e a afetividade em sala de aula; c) o professor tem papel primordial nesse processo da construção de valores. Conclui-se que a temática é necessária para a atualidade, uma vez que busca a formação integral dos alunos e contribui para a experiência na diversidade da sociedade. Diante do exposto, compreendemos que o currículo precisa englobar a dimensão atitudinal, pois dará valorização a amplitude de conhecimentos escolares no intuito da formação plena do estudante. Vemos também a importância das atitudes positivas, pois fazem parte da formação e aprendizagem dos estudantes e assim a figura do professor se aponta como essencial na motivação para as aprendizagens e para desenvolvimento dos estudantes.


Palavras-chave


currículo escolar. valores. conteúdos atitudinais.

Referências


ANDRÉ, Marli. Pesquisa em educação: buscando rigor e qualidade. Caderno de Pesquisa, São Paulo, n.113, p. 51-64, jul. 2001. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/cp/n113/a03n113. Acesso em: 7 set. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Secretaria de Educação Fundamental Parâmetros Curriculares Nacionais: terceiro e quarto ciclos: apresentação dos temas transversais. Brasília, DF, 1998. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seb/arquivos/pdf/ttransversais.pdf. Acesso em: 13 nov. 2018.

BURNHAM, Teresinha Fróes. Complexidade, multirreferencialidade, subjetividade: três referências polêmicas para a compreensão do currículo escolar. Em Aberto, Brasília, DF, v. 12, n. 58, p. 3-13, abr./jun. 2008. Disponível em: http://emaberto.inep.gov.br/index.php/emaberto/ article/download/1885/1856. Acesso em: 21 set. 2018.

CRESTANI, Alfredo. (Ir.). A missão de educar com qualidade: princípios, valores e atitudes na ação educativa. Porto Alegre: Edipucrs, 2017.

CRESTANI, Alfredo. (Ir.). Construir a vida com sentido. Porto Alegre: Edipucrs, 2015.

CUNHA, Antonio Eugenio. Afeto e aprendizagem, relação de amorosidade e saber na pratica pedagógica. Rio de Janeiro: Wak, 2008.

FINO, Carlos Nogueira. Currículo e inovação pedagógica: a mistura improvável. Revista de Estudos Curriculares, Braga, v. 2, n. 8, p. 3-13, 2017. Disponível em: https://www.nonio.uminho.pt/rec/index.php/rec/article/viewFile/36/27. Acesso em: 14 out. 2018.

FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 50. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2015.

GIL, Antonio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2002.

KAUARK, Fabiana; MANHÃES, Fernanda Castro; MEDEIROS, Carlos Henrique. Metodologia da pesquisa: guia prático. Itabuna: Via Litterarum, 2010.

MELO, Raimunda Alves; LIMA, Maria da Glória Soares Barbosa; COSTA, Antônia Flávia Moraes da. O currículo das escolas do campo e a articulação dos saberes da cultura camponesa aos conhecimentos escolares. Camine: Caminhos da Educação, Franca, v. 6, n. 2, p. 167-184, 2014. Disponível em: https://ojs.franca.unesp.br/index.php/caminhos/article/view/1214. Acesso em: 6 dez. 2018.

NUNES, Diego Brandão. A importância do sentido no aprender geografia: possíveis caminhos para um reconhecimento entre a geografia, o sujeito e o mundo. 2018. 252 f. Dissertação (Mestrado em Geografia) – Instituto de Geociências, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2018. Disponível em: https://lume.ufrgs.br/handle/10183/181448. Acesso em: 15. set. 2018.

PIAGET, Jean. A construção do real na criança. Rio de Janeiro: Zahar, 1976.

SOUZA, Vera Lucia Trevisan de. Escola e construção de valores: Desafios à formação do aluno e do professor. São Paulo: Loyola, 2005. Disponível em: https://goo.gl/UDZPiy. Acesso em: 25 out. 2018.

VASCONCELLOS, Celso dos Santos. Currículo: a atividade humana como princípio educativo. 3. ed. São Paulo: Libertad, 2011.

ZABALA, Antoni. A prática educativa: como ensinar. Porto Alegre: ArtMed, 1998.





CAMINE: Cam. Educ. = CAMINE: Ways Educ., Franca, SP, Brasil - eISSN 2175-4217 - está licenciada sob Licença Creative Commons