A PRÁTICA DOCENTE E A SUA RELAÇÃO COM O SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DO ENSINO SUPERIOR

Maridalva Oliveira Amorim Bertacini, Marcelo Velloso Heeren, ELIANI Cristina Moreira da Silva, MARTA LEANDRO DA SILVA

Resumo


 

O processo de avaliação do Ensino Superior no Brasil é representado pelo Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior (SINAES) que deve apresentar informações que possam informar a sociedade sobre as características desta modalidade de ensino bem como para orientação das políticas públicas de Educação e adequação dos cursos e instituições do Ensino Superior para oferecer condições satisfatórias de qualidade de ensino e estrutura física e pedagógica. Entre os tópicos avaliados pelo SINAES estão o desempenho dos estudantes ao final do curso (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes – ENADE), a análise do projeto político pedagógico do curso e a participação docente neste processo de ensino, pesquisa e extensão. Nesse sentido, o objetivo do presente trabalho será questionar brevemente a relação existente entre a avaliação do ENADE e a construção do PPP dos cursos e a prática docente no processo de formação do estudante. A partir da análise em relação às práticas docentes apresentadas na lei de diretrizes e bases 9394/96 torna-se possível inferir que o objetivo das Universidades e as ações docentes previstas legalmente não constituem objetos de análises definidos no instrumento de avaliação do SINAES. Desta forma, é importante considerarmos que a avaliação existente não permite uma orientação do sistema educacional brasileiro do Ensino Superior, já que suas informações não fornecem elementos suficientes para orientar esta modalidade de ensino.



Palavras-chave


Avaliação do Ensino Superior; Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior; Prática docente

Referências


ANDES. Produtivismo acadêmico está acabando com a saúde dos docentes. Brasília, DF, 22 nov. 2011.

BRASIL. Constituição da República Federativa do Brasil de 1988. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 5 out. 1988. Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/principal.htm. Acesso em: 4 set. 2017.

BRASIL. Lei n. 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 23 dez. 1996. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 4 set. 2017.

BRASIL. Lei n. 10.861, de 14 de abril de 2004. Institui o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES e dá outras providências. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 15 abr. 2004. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2018.

BRASIL. Decreto n. 5.773, de 9 de maio de 2006. Dispõe sobre o exercício das funções de regulação, supervisão e avaliação de instituições de educação superior e cursos superiores de graduação e seqüenciais no sistema federal de ensino. Brasília. Diário Oficial da União, Poder Executivo, Brasília, DF, 10 maio 2006b. Disponível em: . Acesso em: 19 fev. 2018.

BRASIL. Lei n. 13.005, de 25 de junho de 2014. Aprova o Plano Nacional de Educação - PNE e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 26 jun. 2014. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2014/lei/l13005.htm. Acesso em: 8 jan. 2018

FUSARI, José Cerchi. O planejamento do trabalho pedagógico: algumas indagações e tentativas de respostas. Ideias, São Paulo, n. 8, p. 44-58, 1990.

FUSARI, José Cerchi. O Projeto Político-Pedagógico nos Cursos de Graduação. In: CIRCUITO PROGRAD: O PROJETO PEDAGÓGICO DE SEU CURSO ESTÁ SENDO 102 CONSTRUÍDO POR VOCÊ? 3., 1995, São Paulo. Anais.... São Paulo: Pró-Reitoria de Graduação/UNESP, 1995. p. 102-107.

GADOTTI, Moacir. Pressupostos do projeto pedagógico. In: CONFERÊNCIA NACIONAL DE EDUCAÇÃO PARA TODOS, 1., 1994. Anais ... Brasília, DF: MEC, 1994.

GATTI, Bernardete A. Implicações e perspectivas da pesquisa educacional no Brasil contemporâneo. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 113, p. 65-81, jul. 2001.

GOUVEIA, Aparecida Joly. A pesquisa educacional no Brasil. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, n. 1, p. 1-48, jul. 1971.

KUHLMANN JUNIOR, Moysés. Produtivismo acadêmico, publicação em periódicos e qualidade das pesquisas. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 45, n. 158, p. 838-855, out./dez. 2015.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Portaria Normativa n. 40, de 12 de dezembro de 2007. Institui o e-MEC, sistema eletrônico de fluxo de trabalho e gerenciamento de informações relativas aos processos de regulação da educação superior no sistema federal de educação. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 13 dez. 2007. Disponível em: http://download.inep.gov.br/download/condicoes_ensino/2007/Portaria_n40.pdf. Acesso em: 2018.

PORTELA, Romualdo. Entrevista. Entrevistador: Anped. Rio de Janeiro, 11 mar. 2015. Disponível em: http://anped.org.br/news/entrevista-prof-romualdo-portela-representante-da-area-de-educacao-na-capes. Acesso em: 2018.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto político-pedagógico da escola: uma construção coletiva. In: VEIGA, Ilma Passos Alencastro (org.). Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. Campinas: Papirus, 1998.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Educação básica: projeto político-pedagógico. Campinas: Papirus, 2004.





CAMINE: Cam. Educ. = CAMINE: Ways Educ., Franca, SP, Brasil - eISSN 2175-4217 - está licenciada sob Licença Creative Commons