Chamada de artigos para o Dossiê "Autoritarismo e Conservadorismos Políticos"

Organizadores:

 

Odilon Caldeira Neto (Doutorando, UFRGS)

Vinícius Aurélio Liebel (Pós-Doutorando, PUCRS)

Proposta do Dossiê

Tomando o Iluminismo enquanto momento inaugural da segunda modernidade, como ponto de inflexão para uma autorreflexão e para a busca pela racionalidade (Kant, 1968) e por uma autonomia política individual rumo ao cosmopolitismo (Kant, 1984 e 2004), percebe-se, em sua herança intelectual, dualidades básicas no centro das ações e das ideias políticas contemporâneas. Essas dualidades referem-se, em essência, ao conflito fundamental pela inclusão ou exclusão de elementos ou grupos políticos de uma dada sociedade. Entre a evolução e o enraizamento, a tradição e a modernidade, observamos uma intensa contraposição, especialmente nos últimos dois séculos, de ideias e conceitos que fundamentam boa parte das ideologias e a própria política moderna, como Nacionalismo e Cosmopolitismo, Conservadorismo e Liberalismo, Autoritarismo e Democracia, etc. (Funke et. al., 2011. p. 8).

Essas contraposições dicotômicas se tornam ainda mais evidentes em momentos de crises, quando ganham força posicionamentos e ideias conservadoras, assim como ações e políticas autoritárias. Já no século XX, o avanço tecnológico e a composição da sociedade de massas trouxeram um novo momento, no qual os discursos e os meios de repressão se tornam ainda mais violentos. As diversas formas do Conservadorismo e do Autoritarismo encontram nesse ambiente condições propícias para se desenvolverem e se relacionarem, ainda que tenham passado por modificações marcantes.

As contribuições para este dossiê devem ter como objetivo o estudo dessas variantes que surgem e se adaptam aos séculos XX e XXI, dando ênfase aos movimentos reacionários, partidos e organizações políticas de direita, intelectuais conservadores e regimes de caráter autoritário, tomados em amplo recorte espaço-temporal. Para além de estudos de caso e análises em âmbito transnacional ou comparativo, ensaios bibliográficos sobre temas afins também serão bem-vindos.

Referências
________________

FUNKE, H.; HAGEMANN, S.; RENSMANN, L. Autoritarismus und Demokratie –Politische Theorie und Kultur in der globalen Moderne.  Schwalbach: Wochenschau, 2011.<

KANT, Immanuel. Beantwortung der Frage: Was ist Aufklärung. In: KANT, Immanuel. Werkausgabe Band XI. Frankfurt a. M.: Suhrkamp, 1968.

_____. Zum ewigen Frieden. Stuttgart: Philipp Reclam, 1984.

_____. Ideia de uma História Universal de um Ponto de Vista Cosmopolita. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

SILVA, F. C. T; MEDEIROS, S. E.; VIANNA, A. M. Dicionário Crítico do Pensamento da Direita – Idéias, Instituições e Personagens. Rio de Janeiro: Faperj: Mauad, 2000.

 

Data-limite para submissão de artigos:

01 de Agosto de 2016